A menina que matava caracóis

Filosofias úteis, inúteis e outras coisas que você pode não precisar.

Edição Especial – Eu não estou morta (Capítulo II, 1ª parte)

tattoo

Capítulo II – As simples duas tatuagens
(1ª parte)

Quando cheguei no Reinaldo, encontrei a Betty (minha melhor amiga… louca também…), e o Léo (meu melhor amigo… louco também…).

Liz!- o Léo me viu primeiro.- Veio fazer tatuagem?

Não, eu vim ver se eles não podiam pintar um quadro pra mim!- (Como é bom zoar com as pessoas, né?).

Ah, Liz… Tonta…- Ele ficou um pouco chateado… Fazer o que, né? DESchatear…

Que tatuagem vocês vão fazer?- Eu sou curiosa…

Bom,- Betty falando.- Eu vou fazer uma daquelas fadinhas singelas e meigas!

Daquelas que vem com um pirulito junto?

Pirulito? Você bebeu, Liz?

Não! Betty, é daquelas que vem com um pirulito junto?

Liz… É uma tatuagem…

Você vai fazer uma tatuagem, Betty?

Liz! Acorda! Nós estamos num lugar de fazer tatuagem! E, de que pirulito você está falando?

Esquece, Betty.- O Léo tinha que estragar tudo…- Ela só está fazendo isso pra gente não falar da mancha d’água na camiseta dela!- E aí ele cai na gargalhada… Devia ter caído mesmo…

Uia! É mesmo! O que aconteceu, Liz?

Muito obrigada, Leonardo…- Eu disse em tom irônico.

Por nada!- Será que ele nunca vai parar de rir?

É uma longa história…

Betty, você é a próxima!- Grita o Reinaldo.

Gente, eu já volto.

Tá bom, até mais! Léo, diga adeus.

Porquê eu tenho que dizer adeus?

Porque se você não morrer de rir até a tatuagem acabar, eu não sei o que acontece com você!- É claro que eu queria matá-lo de rir, porque foi aí que ele riu mais ainda! 

Adeus, Betty!

Tchau!

Demorou um bom tempo, mas o Léo parou de rir.

Então, Léo, que tatuagem você vai fazer?

Ah, eu tô querendo fazer uma tatuagem no peito, de um tigre siberiano. Demora um pouco, mas eu agüento…

Mas, seus pais deixaram, ou vocês vieram fazer escondidos?

E você acha que meus pais iriam deixar eu fazer uma tatoo?

-E os pais da Betty?

Também não deixaram…

E como vocês conseguiram fazer a tatuagem sem a autorização dos pais?

O Reinaldo é nosso amigo, a gente vai pagar em dinheiro e ele não vai deixar nada registrado. Mas, como é arriscado, nós vamos ter que pagar mais…

Será que eu também posso fazer uma?

Claro que pode! Você só precisa falar com o Rê…

Quanto custa?

Depende do tamanho… O que você que fazer?

Ah.. Isso é segredo…

Eu não acredito que você vai fazer suspense pra mim!

Pois pode acreditar!

Nossa, muito obrigado, viu?

Por nada!- HAHÁ! Ele tomou do próprio remédio!

Nunca mais falo com você!

Aham… Sei… Léo? Léo? Eu não acredito! Ele não vai mais falar comigo!- Como eu odeio (nem tanto…) ele!- Tá bom! Eu falo qual vai ser minha tatuagem!

Você sabia que eu te amo?- E começou a rir… Esse cara ri demais!

Eu quero fazer um cinto, obviamente na cintura, verde limão!

Essa foi boa! Então, qual vai ser sua tatuagem?

Um cinto verde limão.

Você tava falando sério?

Estava!

Você é louca!

Como se você não fosse…

Onde a Betty vai colocar a tatuagem?

Não sei, acho que é nas costas.

Hei! Ouve só que música está tocando!

Tô ouvindo… Que música é?

Sei lá! Mas é boa pra dançar!

Você não vai dançar aqui?

É claro que vou!

Eu não acredito nisso…

Vem dançar, Léo!

Liz, está todo mundo olhando!

E daí?

Liz, senta!

Porquê sentar? Tá legal aqui!

Eu vou fingir que não te conheço!

Eu paro de dançar se você pegar aquela bolsa cor-de-rosa, ali!

Mas aquela bolsa nem é minha!

Por isso mesmo! Você acha que eu iria te mandar pegar uma coisa que é sua?

Ah… Está bem, está bem…- Ele pegou a bolsa!

Ô, moça! Tem um homossexual roubando sua bolsa!- Muito legal fazer isso! A moça ficou tão brava que deu com a bolsa na cabeça dele! E eu não parei de dançar!

Nossa, além de ter uma bela de uma amiga, eu ainda levo bolsada na cabeça, sou taxado de gay e faço o Reinaldo perder cliente… E você não parou de dançar!

Pois é… Essa sou eu…

Gente! Olha que linda minha tatuagem!

Já terminou, Betty?- Eu achei que foi muito rápido…

É. Foi rápido porque eu só fiz o contorno da fada.

Ah…

Léo! Vem!- Era o Reinaldo chamando.

Bom, gente, até daqui a pouco!

Até!

Posso ver sua tatuagem, Bê?

Claro! Só que ela está com o plástico por cima, eu tenho que ficar com ele por alguns dias.

Tudo bem, eu consigo enxergar. Nossa, eu que não gosto de coisas mágicas de menininha gostei da sua tatoo!

Obrigada… Eu acho…

Eu e Betty conversamos por mais de uma hora. Estávamos falando da dor de fazer uma tatuagem, quando o Léo apareceu todo pomposo porque tinha o bendito do tigre tatuado no peito.

 (Continua…)

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: